Geral

Enchentes causam prejuízos de mais de R$ 1,6 bi

Da Redação ·
 Imagem aérea mostra inundação em Queensland
fonte: Reuters
Imagem aérea mostra inundação em Queensland

Os prejuízos provocados pelas maiores enchentes dos últimos 50 anos na Austrália já passaram de 1 bilhão de dólares australianos (R$ 1,69 bilhão), segundo o governo. No momento, 23 cidades estão submersas, em uma área maior do que os territórios de França e Alemanha juntos.

continua após publicidade

As inundações estão concentradas no Estado de Queensland, no nordeste do país, onde mais de 200 mil pessoas já tiveram que abandonar suas casas e estão abrigadas em escolas e em prédios da Cruz Vermelha Australiana.

continua após publicidade

A cidade de Rockhampton, no centro de Queensland e onde vivem cerca de 77 mil habitantes, e

stá isolada. A Força Aérea Australiana está utilizando helicópteros para levar água potável e alientos aos desabrigados.

continua após publicidade

O rio Fitzroy, que corta a região, está mais de 8 metros acima do nível normal, fazendo com que Rockhampton pareça uma "ilha no meio do oceano", segundo a governadora de Queensland, Anna Bligh. Moradores estão sendo retirados de casa por pequenas embarcações.

continua após publicidade

O prefeito de Rockhampton, Brad Carter, afirmou que o pico da enchente deve acontecer nesta quarta-feira. O aeroporto da cidade deve ficar fechado por pelo menos três semanas, e muitas estradas terão de ser reconstruídas.

continua após publicidade

O trabalho de limpeza da cidade deverá durar quase um mês. Não há eletricidade em vários bairros.

"(A situação) é grave. Esta pode ser a segunda ou terceira maior inundação que esta região já viu", afirmou Carter.

continua após publicidade

Mortes

continua após publicidade

A policia de Queensland confirmou que três pessoas já morreram e outras 22 ficaram feridas em consequência das enchentes. Duas morreram afogadas quando tentavam atravessar de carro as estradas cobertas pela água e acabaram caindo nos rios. A terceira vítima caiu de um barco e desapareceu. Seu corpo foi encontrado no domingo.

continua após publicidade

Para evitar novas mortes, a polícia está pedindo aos motoristas que evitem trafegar pelas estradas alagadas, já que a correnteza está muito forte e acaba arrastando os carros para dentro dos rios.

Estima-se que 80% do município de Emerald, na região central do Estado, estejam inundados pelo rio Nagoa. Cerca de mil dos 1,3 mil moradores locais foram retirados em botes de suas casas e levados pelas equipes de resgate para abrigos só com a roupa do corpo.

continua após publicidade

O serviço de meteorologia está prevendo mais chuvas fortes na região, principalmente sobre as cidades de Dalby, Roma, Charleville, Emerald, St. George e Gooandwindi.

continua após publicidade

Custos

Autoridades federais e estaduais afirmam que o prejuízo causado pelas enchentes deve continuar crescendo, já que atividades econômicas como mineração, turismo e agricultura foram seriamente atingidas.

O governo de Queensland disse que vai doar 25 mil dólares australianos (R$ 42,3 mil) aos fazendeiros e aos donos de pequenas empresas que foram atingidos pelas tempestades. Segundo a premiê Julia Guillard, o governo federal usará o Fundo de Emergência do país para compensar empresários e fazendeiros das regiões alagadas.

Centenas de voluntários estão ajudando no trabalho de resgate as vítimas das enchentes, enquanto moradores tentam salvar o que podem e se deslocar para áreas mais seguras.

Em Bundaberg, a sudoeste de Queensland, onde 300 casas e 120 lojas foram invadidas pela água, o trabalho de limpeza já começou. Aos poucos, os moradores já começaram a retornar. Mas em outras cidades, como Theodore e Condamine, muitas casas continuam abandonadas.