Geral

Médicos controlam sangramento em Alencar

Da Redação ·
 Lula e Dilma visitam Alencar no hospital; médicos disseram ter controlado sangramento em vice-presidente nesta terça-feira
fonte: Ricardo Stuckert/ Presidência 23.12.2010
Lula e Dilma visitam Alencar no hospital; médicos disseram ter controlado sangramento em vice-presidente nesta terça-feira

Terminou no início da noite desta terça-feira (28), após cerca de quatro horas, o procedimento médico para localizar e estancar um sangramento no intestino do vice-presidente da República, José Alencar. De acordo com o médico Raul Cutait, que integra a equipe que acompanha o vice, a hemorragia foi controlada, mas Alencar ficará sob observação na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por um período de 48 a 72 horas, e não há previsão de alta.

continua após publicidade

- Foi bem resolvido [o sangramento]. Precisa esperar a evolução, ver se realmente parou de sangrar, mas de modo geral a proposta foi bem realizada.

continua após publicidade

Embora o procedimento não seja considerado invasivo, conforme disseram os médicos hoje pela manhã, Cutait admitiu que foi muito difícil controlar o sangramento, daí a demora para a realização do exame, chamado de arteriografia (radiografia das artérias).

continua após publicidade

- Demorou quatro horas porque é difícil pra burro fazer.

O procedimento de cateterismo foi conduzido por Francisco César Carnevale, médico radiologista intervencionista. Ele explicou que o sangramento foi detido com o uso de pequenas esferas de material que não agride o organismo. Segundo o cirurgião, ainda é muito cedo para precisar quando Alencar deverá deixar a UTI.

continua após publicidade

- As esferas foram colocadas nos vasos que eram responsáveis pelo gotejamento desse tumor dentro do intestino.

continua após publicidade

Ele evitou responder se o vice poderá acompanhar a posse da presidente eleita Dilma Rousseff, que acontecerá no próximo sábado (1º). Alencar declarou que quer participar da cerimônia.

Cutait disse que Alencar deve ficar em observação para que haja garantia de que ele não apresente um novo sangramento e nem complicações do procedimento realizado hoje.