Geral

Rio vai investir R$ 219 milhões em obras após chuvas

Da Redação ·
 Uma das prioridades de investimento é a contenção de encostas, como a do morro dos Prazeres
fonte: Alessandro Costa / Agência O Dia
Uma das prioridades de investimento é a contenção de encostas, como a do morro dos Prazeres

A cada novo temporal no Rio de Janeiro fica visível a necessidade de obras de infraestrutura e contenção para evitar tragédias como as das chuvas de abril, quando mais de cem pessoas morreram e milhares perderam suas casas. Diante disso, a prefeitura informou que um pacote emergencial de obras já vem sendo executado para recuperar a cidade, com um investimento superior a R$ 219 milhões.

continua após publicidade

Deste total, R$ 90 milhões foram captados do governo Federal. A verba está prevista para obras em encostas, drenagem e recuperação de ruas em todo o município. Ao menos R$ 196,8 milhões são destinados à Secretaria Municipal de Obras, R$ 20 milhões foram para a Secretaria Municipal de Conservação e R$ 2,2 milhões para o novo radar meteorológico, do sistema Alerta Rio.

continua após publicidade

Estão garantidos R$ 111,2 milhões para intervenções nos locais mais atingidos, como a autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, a avenida Niemeyer, a rua Riachuelo (centro), além do túnel do Joá e da alça de acesso do túnel Rebouças (Cosme Velho). São esses pontos que encabeçam o cronograma.

continua após publicidade

No Complexo do Alemão, ocupado polícia e pelo Exército há um mês, a Secretaria Estadual de Obras entregou, em novembro, 582 unidades habitacionais (residenciais das Acácias e das Palmeiras), construídas na estrada do Itararé, em Ramos, zona norte.

As moradias foram ocupadas por famílias que residiam em áreas de risco e foram atingidas pelas chuvas naquela comunidade há oito meses. O governo do Estado informou que investiu R$ 3,5 milhões na aquisição desses imóveis, construídos dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal.

continua após publicidade

Também de acordo com a Prefeitura do Rio de Janeiro, ainda não há previsão orçamentária para 2011 porque ela precisa ser aprovada pela Câmara de Vereadores, mas a expectativa é de que mais recursos sejam liberados. A assessoria de comunicação também informou que todas as obras previstas no início do ano foram entregues dentro do prazo.