Geral

Governo de SP eleva Pedra do Baú a monumento natural

Da Redação ·
Foi decretada ontem a criação do Monumento Natural da Pedra do Baú, localizado em uma área de 3.154 hectares no município de São Bento do Sapucaí, na Vale do Paraíba. O local será administrado pela Fundação para a Conservação e a Produção Florestal do Estado de São Paulo (FF), vinculada à Secretaria do Meio Ambiente, e tem como objetivo proteger a biodiversidade, os recursos hídricos e organizar a visitação turística e o uso esportivo do complexo rochoso. Segundo o governo do Estado, nos três anos do processo para a criação do monumento foram realizados discussões públicas, estudos e análises e consistiu em um suporte especializado, com justificativa técnica, elaboração de mapas e consultoria, com aprovação do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema) no dia 14 de outubro desse ano. Histórico O monumento está situado em duas Áreas de Proteção Ambiental: a da Serra da Mantiqueira, federal, e a de São Bento do Sapucaí, estadual. Localizada a cerca de 12 quilômetros da sede do município de São Bento do Sapucaí, a Pedra do Baú, chamada pelos primeiros habitantes de Embahú ("ponto de vigia" em tupi-guarani), recebeu ainda o nome de Canastra (baú grande de guardar pertences), nome dado pelos tropeiros e caboclos da região. A Pedra do Baú atinge 1.950 metros de altitude e foi escalada pela primeira vez pelos irmãos Antônio e João Cortez. Com equipamentos rudimentares para a escalada, os aventureiros atingiram o topo em 12 de agosto de 1940. Atualmente, o acesso ao Complexo do Baú, conjunto de montanhas rochosas constituídas pelo Bauzinho, Pedra do Baú e Ana Chata, é acessível desde as cidades de São bento do Sapucaí e Campos do Jordão por estrada asfaltada que interliga os dois municípios.
continua após publicidade