Geral

Nevascas levam caos aos meios de transportes nos EUA

Da Redação ·

Fortes nevascas na costa leste dos Estados Unidos causaram o cancelamento de mais de 2 mil voos e provocaram o caos nos transportes aéreo, ferroviário e rodoviário. Na região, estão algumas das cidades mais importantes do país, como Nova York, Washington e Boston. Milhares de americanos foram impedidos de retornar para suas casas depois do Natal. Turistas do mundo inteiro também tiveram suas férias adiadas. O número de trens em circulação foi reduzido, com alguns trechos das ferrovias totalmente interrompidos. Autoridades pediam às pessoas que deixassem suas casas apenas em caso de extrema necessidade. Eventos esportivos foram suspensos. Seis Estados (Carolina do Norte, Virginia, Maryland, New Jersey, Maine e Massachusetts) decretaram estado de emergência. Cerca de 2.400 funcionários da área sanitária de Nova York foram convocados emergencialmente para ajudar na desobstrução dos 9.650 km de ruas da cidade que amanheceram brancas. Em alguns pontos, havia mais de 60 cm de neve. Os ventos chegaram a quase 100 km/h. Pelo menos 400 ônibus não conseguiam se mover. Metrôs também chegaram a ser paralisados durante a madrugada. Um trem do metrô de Nova York ficou retido numa linha congelada por sete horas antes de ser resgatado. O serviço ferroviário Amtrak entre Nova York e Boston foi suspenso na noite de domingo, mas foi retomado com um horário reduzido na manhã de ontem. Moradores tentavam retirar com pás a neve que praticamente havia soterrado os carros. Crianças aproveitavam para andar de trenó em locais como o Central Park, apesar da temperatura de -5 graus. No sul dos EUA, os Estados da Geórgia e da Carolina do Sul tiveram neve durante o Natal pela primeira vez em cem anos. A capital, Washington DC, escapou da nevasca mais forte. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

continua após publicidade