Geral

Terremoto de magnitude 7,3 atinge Vanuatu, no Pacífico

Da Redação ·
Um poderoso terremoto, de magnitude 7,3, atingiu hoje Vanuatu, uma nação no oeste do Pacífico, gerando um pequeno tsunami. O fenômeno ocorre exatamente seis anos após um violento tsunami deixar 220 mil mortos no Oceano Índico. O Centro de Alerta de Tsunamis no Pacífico, sediado no Havaí, informou que o terremoto ocorrido a uma profundidade baixa gerou um tsunami. O centro cancelou, porém, um alerta regional para ondas gigantes, após o registro de que as ondas estavam apenas 15 centímetros acima do normal em Vanuatu. Com isso, foi retirado o alerta para um violento tsunami na região. O terremoto ocorreu às 00h16 (horário local) de hoje. O alerta inicial de tsunami valia para Vanuatu, Ilhas Fiji e o território francês no Pacífico da Nova Caledônia. Não houve registros de estragos nem mortes. O Centro Geológico dos EUA informou que o terremoto ocorreu a apenas 12,3 quilômetros de profundidade, com o epicentro 145 quilômetros a oeste de Isangel, na ilha de Tanna - onde há um vulcão ativo -, no arquipélago de Vanuatu. Pelo menos 12 tremores secundários, de magnitude 5,0 ou maior, atingiram a área após o terremoto, segundo o centro norte-americano. Vanuatu fica entre Fiji e a Austrália e ao norte da Nova Zelândia. O país fica em uma área de grande atividade sismológica, no chamado Anel de Fogo do Pacífico, com muita atividade vulcânica por causa da fricção entre grandes placas tectônicas. Hoje, marcou-se os seis anos de um dos piores desastres naturais dos tempos modernos, quando um grande tsunami varreu a Indonésia e matou mais de 220 mil pessoas no Oceano Índico. Após o desastre, que veio com pouco ou nenhum aviso para milhões de moradores de áreas costeiras, os governos da região lançaram vários sistemas no Oceano Índico e no Pacífico para monitorar as ondas acima dos níveis normais. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade