Geral

Após briga judicial pelo filho, Goldman publica memórias

Da Redação ·
O homem de Nova Jersey que protagonizou uma prolongada batalha judicial pela custódia de seu filho no Brasil, David Goldman publicará um livro de memórias no ano que vem. "A Father's Love" (O amor de um pai) será comercializado a partir de maio pelo selo Viking, anunciou hoje a editora. Em 2004, Goldman estava casado com a brasileira Bruna Bianchi e vivia em Tinton Falls, Nova Jersey, quando a mulher dele viajou para o Brasil com o filho de 4 anos do casal. Goldman supunha que eles iam apenas passar férias. Chegando no Brasil, porém, Bruna anunciou a Goldman que ela ficaria no País com o menino. Ela se divorciou de Goldman e casou-se novamente, com um advogado, João Paulo Lins e Silva. Goldman passou dois anos em tribunais norte-americanos e brasileiros, até conseguir levar o menino de volta para casa, em 2009. Bruna morreu em 2008, durante o parto de outro filho, mas o padrasto brasileiro do menino e sua avó continuaram a batalha judicial pela custódia do menor no Brasil. A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, chegou a dar declarações apoiando a iniciativa do pai para levar o menino de volta aos EUA. As informações são da Associated Press.
continua após publicidade