Geral

Chuva provoca 18 pontos de alagamentos em São Paulo

Da Redação ·
A cidade de São Paulo tem 18 pontos de alagamentos causados pela chuva, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Dois deles estão intransitáveis: na Rua Engenheiro Aubertin com a avenida Ermano Marchetti, em ambos os sentidos, e na Avenida Vila Ema com a Rua Maria Fette, também nos dois sentidos. O Butantã, na zona oeste da capital, é o bairro com mais trechos alagados (10). Dentre eles na Avenida Jorge João Saad com a avenida Professor Francisco Morato, sentido centro, e na Avenida Eusébio Matos com a praça Jorge de Lima, sentido bairro. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registra 140 quilômetros de lentidão na cidade de São Paulo. A região mais complicada é a sul, com 57 quilômetros de morosidade. O Corredor Norte-Sul (Avenida Vinte e Três de Maio, Avenida Rubens Berta, e Avenida Moreira Guimarães) é a via com maior congestionamento, de 7,2 quilômetros, no sentido Santana, do viaduto República Árabe Síria até a praça da Bandeira. Segundo o CGE, as chuvas continuam na capital, com maior intensidade entre as zonas oeste, sul e parte da leste. Pode ocorrer queda de granizo no extremo leste, entre os bairros de Itaim Paulista, Guaianazes, Cidade Tiradentes e Itaquera. Chove de maneira moderada entre Santo Amaro, Pinheiros, Vila Mariana. Na zona norte, há chuva moderada em Perus, Tremembé, Jaçanã e Vila Medeiros. No extremo Sul não está chovendo. A previsão meteorológica do CGE é de chuvas nas próximas horas. Aeroporto O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, opera por instrumentos no início da noite de hoje. Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), o aeroporto chegou a operar visualmente, mas voltou a usar instrumentos por conta da chuva. Na zona sul da capital, o Aeroporto de Congonhas opera por instrumentos desde a abertura, às 6 horas da manhã. O Campo de Marte, na zona norte, está fechado para pousos e decolagens desde as 18h50. Os aeroportos brasileiros registram 25% de atrasos em voos domésticos até as 19 horas de hoje.
continua após publicidade