Geral

Correa faz 1ª visita à Colômbia após crise diplomática

Da Redação ·
O presidente do Equador, Rafael Correa, vai visitar hoje regiões afetadas pelas enchentes no sudoeste da Colômbia, junto com seu colega colombiano, Juan Manuel Santos. Trata-se da primeira visita oficial do presidente equatoriano à Colômbia desde a crise iniciada por um ataque militar colombiano contra o Equador em 2008. "Sabemos da dificuldade das circunstâncias naturais enfrentada", disse Correa ao chegar ao país. "Estamos às suas ordens em tudo o que pudermos ajudar. Sabemos da bravura deste povo, que saberão superar estas dificuldades", acrescentou Correa ao chegar ao aeroporto de Cali, 300 quilômetros a sudoeste de Bogotá. Ao seu lado, Santos agradeceu o gesto do colega equatoriano de visitar o país em meio às dificuldades provocadas por fortes chuvas. A visita é "a culminação do processo de normalização de nossas relações. O presidente Correa veio com seu novo embaixador. Vamos aprovar o novo diplomata o mais rápido possível", disse o mandatário colombiano, segundo comunicado do governo. Ontem, Correa anunciou que seu ex-ministro da Educação, Raúl Vallejo, será o novo embaixador de Quito em Bogotá. Representação Bogotá anunciou em 1º de dezembro a nomeação do advogado Fernando Arboleda Ripoll como seu representante em Quito - e a visita de Correa é o desfecho da prolongada crise política iniciada com um bombardeio, em 1º de março de 2008, quando militares colombianos atacaram um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano. Dois dias depois, Correa denunciou a invasão a seu território e rompeu relações com a Colômbia. As informações são da Associated Press.
continua após publicidade