Geral

Enem: 9,5 mil estudantes terão direito de fazer nova prova

Da Redação ·
 Estudantes prejudicados vão refazer o Enem na quarta-feira
fonte: Divulgação
Estudantes prejudicados vão refazer o Enem na quarta-feira

Mais de 9,5 mil estudantes terão direito de refazer as provas de ciências humanas e da natureza do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na próxima quarta-feira (15). Inicialmente, o Ministério da Educação calculava que cerca de 2,8 mil alunos poderiam participar do novo exame.
 

continua após publicidade

A avaliação será reaplicada em 17 estados para os candidatos que foram prejudicados pelos erros de impressão em um lote do caderno de provas amarelo, que não continha todas as 90 questões.
 

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos Educacionais (Inep), todos os alunos serão comunicados até o fim do dia de hoje (10) por e-mail, SMS e telegrama. O levantamento foi feito a partir da análise das 116 mil atas das salas de prova. O documento é usado pelos fiscais para relatar qualquer problema ocorrido durante a aplicação do exame.
 

continua após publicidade

Os estados do Paraná e de Santa Catarina concentram mais da metade dos casos de alunos prejudicados (60%). A prova será reaplicada em 42 municípios catarinenses – os que registraram o maior número de ocorrências foram Chapecó e Concórdia. No Paraná, 95% dos casos ocorreram em Curitiba.
 

Os 17 estados em que haverá nova prova do Enem são: Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Ceará, Sergipe, Piauí, Pernambuco, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Bahia, Rio Grande do Sul, Pará. Tocantins, Goiás, São Paulo e Amazonas.
 

O Inep esclarece que nenhum dos convocados é obrigado a participar da reaplicação do exame, marcada para o dia 15, às 13h. Quem não comparecer terá corrigida a prova anterior, que foi aplicada em 6 de novembro. A consulta aos locais de prova pode ser feita no site do Enem.
 

De acordo com o instituto, os alunos que precisarem fatar ao trabalho poderão solicitar uma declaração de comparecimento. O Inep informa que os estudantes que, “por qualquer motivo, foram convidados e não tiveram problemas com a prova amarela, ou realizaram provas de outra cor, devem simplesmente desconsiderar o convite”.