Geral

Mais de um quarto da população não confia na polícia

Da Redação ·
 Imagem Ilustrativa
fonte: googleimagens.com
Imagem Ilustrativa

Mais de um quarto da população não confia na Polícia Militar e na Civil, mostra pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas) divulgada nesta quinta-feira (2). A desconfiança na PM é de 27,7% e, em relação à Polícia Civil, chega a 25,9%. Para a população, as guardas municipais são as menos confiáveis (31,9%) e a PF (Polícia Federal), a mais merecedora de crédito (apenas 17,5% desconfiam dela).

continua após publicidade
continua após publicidade

De acordo com o estudo, as porcentagens variam muito pouco por sexo, cor da pele, escolaridade e renda. Também não foi verificada grande oscilação entre as regiões pesquisadas.

continua após publicidade

As respostas são diferentes, no entanto, quando se consideram as faixas etárias. A quantidade de pessoas que não confiam nas instituições policiais diminui conforme a idade. Mais de 34% dos jovens entre 18 e 24 anos declararam não acreditar na PM. A porcentagem cai para 24% entre quem tem mais de 45 anos e para 19,7% na faixa de 55 anos ou mais.

continua após publicidade

Sobre a qualidade dos serviços prestados pelas instituições policiais, a maior parte dos entrevistados a considera insatisfatória. Para quase dois terços dos entrevistados a polícia é preconceituosa (65,3%) e não respeita os direitos dos cidadãos (63,2%). Mais de 66% consideraram desrespeitoso o tratamento dispensado pelos policiais em suas abordagens.

Segundo a pesquisa, 61,7% das pessoas apontaram lentidão da polícia no atendimento a emergências via telefone. As regiões que melhor avaliaram esse serviço são o Norte e o Centro-Oeste. Mais de 64% dos moradores do Sul e do Sudeste consideraram o atendimento demorado. A percepção sobre os trabalhos investigativos é bastante negativo, indica o estudo do Ipea. Entre os entrevistados que já entraram em contato com a polícia, mais de 75% consideraram as investigações lentas e ineficientes.