Geral

Ministério Público aceita recurso de promotor acusado de seduzir Suzane

Da Redação ·
  Suzane von Richthofen, 25, condenada por matar os pais em 2002.
fonte: Google
Suzane von Richthofen, 25, condenada por matar os pais em 2002.

O Conselho Nacional do Ministério Público aceitou julgar um recurso da defesa do promotor Eliseu José Berardo Gonçalves, de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo), contra o seu afastamento.

continua após publicidade

Em setembro Berardo foi suspenso por 22 dias pela acusação de tentar seduzir Suzane von Richthofen, 25, condenada por matar os pais em 2002.

continua após publicidade

Segundo a jovem relatou a uma juíza, o promotor teria se oferecido para ajudá-la e até teria colocado uma música romântica quando ela foi ao gabinete dele, em 2007, depor sobre supostos maus-tratos na Penitenciária de Ribeirão, onde Suzane estava presa.

O advogado do promotor, Heráclito Mossin, disse que decidiu entrar com pedido de revisão da pena porque é falsa a acusação de assédio feita pela condenada.

continua após publicidade

O conselho poderia rejeitar ou acatar o recurso, como foi feito, mas ainda não há data definida para o julgamento do recurso.

Berardo até já cumpriu a pena de 22 dias de suspensão --nesse período, ele não recebeu salário.

Após a sanção por afastamento, o promotor voltou a ser destaque na imprensa.

continua após publicidade

Em entrevista ao "Fantástico", da TV Globo, ele disse que Suzane apontou Astrogildo Cravinhos como mentor da morte dos pais dela em outubro de 2002.

continua após publicidade

Astrogildo é pai dos dois irmãos Cristian e Daniel, que foram condenados pelo crime, junto com Suzane.

Após as declarações, a Procuradoria-Geral de Justiça chegou a pedir à Corregedoria-Geral que instaurasse um procedimento disciplinar contra o promotor por suas declarações.