Geral

Haitianos exigem cancelamento de eleição

Da Redação ·
 Morados de Porto Príncipe vão às ruas protestar contra fraudes
fonte: Eduardo Munoz/28.11.2010/Reuters
Morados de Porto Príncipe vão às ruas protestar contra fraudes

Milhares de haitianos foram às ruas de Porto Príncipe para exigir a anulação das eleições presidenciais e legislativas deste domingo (28), por suspeitar que o partido governista as manipulou para favorecer seu candidato, Jude Celestin.

continua após publicidade

Ao fim de um dia eleitoral marcado por episódios de violência e denúncias de fraude, os manifestantes percorreram os setores de Delmas e Pétion-ville, na capital, onde se encontra a sede do CEP (Conselho Eleitoral Provisório), que até o momento se nega a cancelar o pleito.

continua após publicidade

Capacetes Azuis da ONU e policiais haitianos foram chamados para reforçar a segurança em frente à sede do organismo eleitoral.

continua após publicidade

A manifestação foi encabeçada pelo cantor e candidato Michel Martelly, um dos favoritos segundo pesquisas de opinião, ao lado de Wyclef Jean, astro mundial do hip-hop, cuja candidatura não foi aceita pelo CEP.

Em um ambiente festivo, os manifestantes distribuíam folhetos favoráveis a Martelly e, pelo caminho, rasgavam cartazes de Celestin, a quem acusam de ser marionete do presidente em fim de mandato, René Preval.

continua após publicidade

Os centros de votação das eleições legislativas e presidenciais do Haiti fecharam, conforme o previsto pelo CEP, às 16h locais desde domingo (19h de Brasília), comprovou um jornalista da AFP.

continua após publicidade

Cerca de 5 milhões de haitianos estavam convocados a renovar o Parlamento e eleger o sucessor do presidente René Preval entre 18 candidatos.

Doze deles, entre os quais os favoritos Mirlande Manigat e Michel Martelly, exigiram a anulação das eleições por denúncias de "fraude" em favor do candidato da situação Jude Celestin.

Copyright AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados