Geral

Seul ameaça 'enorme represália' se houver novo ataque

Da Redação ·
 Fumaça na ilha de Yeongpyeong, de cerca de 1.300 habitantes
fonte: Reuters
Fumaça na ilha de Yeongpyeong, de cerca de 1.300 habitantes

O presidente da Coreia do Sul, Li Myung-bak, advertiu hoje que seu país lançará uma "enorme represália" caso a Coreia do Norte volte a atacar. Hoje as forças norte-coreanas lançaram um ataque de artilharia em uma ilha sul-coreana, perto da disputada fronteira marítima entre as duas nações.

continua após publicidade

Li afirmou que "jamais se pode tolerar um ataque indiscriminado" de um país vizinho contra civis. Seus comentários foram incluídos no site da presidência na internet e formulados durante uma visita ao Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas.

continua após publicidade

O líder sul-coreano notou que será preciso uma dura represália para que a Coreia do Norte não reitere suas provocações. O presidente fez os comentários após os dois países trocarem disparos de artilharia hoje. Seul afirma que o vizinho começou com a violência, mas Pyongyang diz que reagiu a provocações. Dois militares sul-coreanos morreram nos ataques. As informações são da Associated Press.