Geral

Justiça determina que Flamengo pague pensão para filho de Eliza

Da Redação ·

A 1ª Vara de Família da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, determinou na última segunda-feira (25) que o Clube de Regatas do Flamengo deposite, em todos os dias 5 de cada mês, em conta judicial, 17,5% do salário que o goleiro Bruno recebia quando atuava pelo time. O dinheiro servirá para pagar a pensão do filho de Eliza Samudio.

continua após publicidade

Um exame de DNA, cujo resultado foi divulgado este mês, revelou que o menino é filho do jogador, que está preso acusado do desaparecimento da jovem.

A Justiça determinou também que o clube pague também eventuais verbas trabalhistas que Bruno tenha direito. O contrato do goleiro está suspenso.

continua após publicidade

Foi determinado também que o laboratório que fez o exame de DNA encaminhe o resultado em um prazo de cinco dias a partir da notificação.

O vice-jurídico do Flamengo, Rafael de Piro, afirmou que o clube ainda não foi notificado.

- Não fomos notificados. Soubemos por meio da imprensa desta decisão. O contrato do Bruno está suspenso. Vamos esclarecer isso para a Justiça. A determinação foi prejudicada.