Geral

Falta de policiamento é a principal queixa contra a PM

Da Redação ·

Relatório das atividades da Ouvidoria da Polícia nos 11 anos e seis meses de funcionamento do órgão revela que a principal reclamação contra a Polícia Militar do Rio de Janeiro é a falta de policiamento. Em relação à Polícia Civil, a maior queixa é sobre a qualidade de atendimento.

continua após publicidade

De acordo com o balanço, divulgado terça-feira (26) no boletim interno da PM, a Ouvidoria recebeu um total de 15.206 reclamações, 69% referentes à PM e 31% para a Polícia Civil.

continua após publicidade

No caso da PM, a falta de policiamento representou 21% das denúncias. Em segundo lugar, a qualidade no atendimento (13%) e, em terceiro, extorsão ou concussão, com 10% das queixas.

continua após publicidade

Já a Polícia Civil, a qualidade do atendimento foi a principal reclamação em 33% das ligações. Em segundo lugar, a prevaricação (crime contra a administração pública), com 13%. Em seguida, aparecem as queixas sobre abuso de autoridade (6%).

Segundo o relatório, 9% do total das reclamações foi em relação à violência contra a pessoa. Das comunicações enviadas pela Ouvidoria para a Secretaria de Segurança Pública, Ministério Público e Justiça, houve resposta em 62% dos casos.

continua após publicidade

Do total de reclamações recebidas pelo órgão, apenas 17% foram confirmadas nestes 11 anos e seis meses. Ao todo, 773 policiais foram punidos após reclamações feitas à Ouvidoria, sendo 676 PMs e 97 policiais civis.

continua após publicidade

Na PM, 94% das punições ou 635 casos foram a praças e 6% (ou 41 casos) a oficiais. Na Polícia Civil, 92% das sanções (ou 89 casos) foram para agentes e apenas 8% (oito registros) para delegados.

No período, a Ouvidoria também recebeu 919 ligações referentes a elogios para as duas corporações. Os dados são divulgados trimestralmente.