Geral

Haiti diz que epidemia de cólera perde força no país

Da Redação ·
 Mulher com sintomas do cólera é levada ao hospital por familiares; país ainda sofre consequencias do terremoto de janeiro
fonte: Thony Belizaire/AFP
Mulher com sintomas do cólera é levada ao hospital por familiares; país ainda sofre consequencias do terremoto de janeiro

As autoridades de saúde do Haiti informaram nesta segunda-feira (25) que ritmo de disseminação do cólera e de mortes causadas pela doença diminuiu. O país, destruído no início deste ano por um forte terremoto, tenta a todo custo conter a expansão da epidemia, que já matou 259 pessoas.

continua após publicidade

Segundo o diretor geral do ministério da Saúde, Gabriel Thimoté, o balanço de 259 mortos e 3.115 pessoas infectadas representa um aumento de apenas 33 vítimas mortais nas últimas 24 horas.

continua após publicidade

A ministra das Relações Exteriores, Marie-Michele Rey, disse que a doença "está limitada a um perímetro bem definido" na região de Artibonite (norte) e em partes do centro.

continua após publicidade

Na Suíça, onde participa de uma cúpula de países francófonos, Rey disse que, neste momento, "aqueles que estão lá parecem estar em condições de conter a situação".

Há temores, no entanto, de que uma crise sanitária sem precedentes se instale se a epidemia se infiltrar nos precários campos de desabrigados de Porto Príncipe, a capital, onde centenas de milhares de pessoas vivem desde o terremoto que destruiu o país em janeiro.

continua após publicidade

França mandará médicos

continua após publicidade

A França anunciou nesta segunda-feira que prepara o envio de uma missão médica de emergência para ajudar a combater o surto de cólera.

continua após publicidade

A cólera é transmitida através da água e de alimentos contaminados, e pode se espalhar como um rastilho de pólvora pelos acampamentos provisórios, que sofrem com as sofríveis condições de higiene.

A cólera era considerada uma doença erradicada no Haiti há mais de um século, mas voltou a aparecer depois das fortes chuvas que castigaram várias regiões do norte do país na semana passada.

Copyright AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados