Geral

Criminosos matam soldado americano de folga no México

Da Redação ·
 Moradores de Ciudad Juárez observam os corpos do soldado americano
fonte: Reuters/20.10.2010
Moradores de Ciudad Juárez observam os corpos do soldado americano

Um grupo de homens armados assassinou a tiros um soldado da Guarda Nacional dos Estados Unidos e um civil mexicano em Ciudad Juárez, uma das regiões mais violentas do México, informaram nesta quinta-feira (21) fontes oficiais.

continua após publicidade

A Guarda Nacional do Estado americano do Texas confirmou a morte do soldado José Gil Hernández, de 22 anos, que estava fora de serviço. A ação ocorreu na última quarta-feira (20), quando o oficial americano visitava dois mexicanos em Ciudad Juárez, que fica na fronteira com os Estados Unidos.

continua após publicidade

Segundo testemunhas, o americano conversava com os mexicanos na calçada quando homens armados dentro de um carro passaram pela rua e atiraram contra o grupo. As causas do crime ainda não foram esclarecidas.

continua após publicidade

A Guarda Nacional recomenda a seus soldados na ativa que não cruzem a fronteira com o México, sobretudo para ir a lugares como Ciudad Juárez, conhecida pelos altos índices de criminalidade.

Com a morte de Hernández, chega a seis o número de americanos assassinados em Ciudad Juárez ao longo de 2010. Desde o início de 2009, mais de 20 cidadãos dos Estados Unidos morreram em ações criminosas na região.

continua após publicidade

Ciudad Juárez é considerada uma das cidades mais violentas do México. Desde janeiro de 2009, mais de 2.300 homicídios foram registrados na região, a maioria deles em virtude da guerra entre traficantes de drogas.

"Copyright Efe - Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe."