Geral

Gaúcho responderá pelo atropelamento de galinhas

Da Redação ·

O caminhoneiro Alexandre do Prado terá de se explicar à Justiça pelo atropelamento de duas galinhas. O acidente ocorreu na sexta-feira, 15, na rodovia RST-480, entre Erechim e São Valentim, no norte do Rio Grande do Sul, e foi testemunhado pela promotora Karina Denicol, que levou o caso à polícia e vai passá-lo a algum colega para oferecimento de transação penal.

continua após publicidade

O motorista alega que as aves correram repentinamente do acostamento para dentro da pista. Também explica que, diante das circunstâncias, reduziu a velocidade, mas não jogou o caminhão para o lado porque poderia tombá-lo. A promotora entende que o atropelamento foi proposital. Prado assinou um termo circunstanciado na delegacia e poderá se livrar do processo se, em audiência marcada para novembro, aceitar a transação penal. Nesse caso é possível que tenha de fazer uma doação a alguma entidade assistencial ou prestar algum trabalho comunitário.

continua após publicidade