Geral

MST protesta em frente ao BB em Ribeirão Preto-SP

Da Redação ·

Mais de 100 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), do Assentamento Mário Lago, em Ribeirão Preto (SP), estiveram ontem em frente ao prédio da Superintendência Estadual do Banco do Brasil para pedir a liberação de um crédito para moradias. Cada família assentada teria direito a R$ 8 mil, em acordo firmado com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em agosto de 2009.

continua após publicidade

O dinheiro, porém, não foi repassado ao BB, mas os integrantes do MST não tinham essa informação. "Precisamos do dinheiro com urgência para terminar nossas casas antes que as chuvas aumentem", disse a sem-terra Guê Oliveira. "Voltamos à estaca zero", acrescentou.

continua após publicidade

Uma comissão de sem-terra se reuniu com os diretores da Superintendência Estadual do Banco do Brasil no início da tarde de hoje. Os sem-terra chegaram por volta de 10 horas. A Polícia Militar foi acionada e apenas monitorou a ação, que foi pacífica. Os sem-terra saíram do local por volta de 15 horas.