Geral

Pai da menina Joana é indiciado por tortura no Rio

Da Redação ·

O pai da menina Joanna Cardoso Marcenal Marins, o técnico judiciário André Marins, foi indiciado por tortura pelo delegado Luiz Henrique Marques Pereira, da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav). A informação é da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

continua após publicidade

A criança, de 5 anos, estava sob a guarda do pai quando foi levada, em julho, ao Hospital Rio Mar, na Barra da Tijuca, e atendida por um falso médico. Depois disso, ela foi levada a outro hospital, onde passou um mês em coma. Joana morreu no dia 13 de agosto.

continua após publicidade

Ela chegou na primeira unidade com hematomas nas pernas e nádegas. A polícia investigava se a menina foi vítima de maus tratos. O pai nega as agressões. Laudo do Instituto Médico Legal (IML) revelou que Joanna morreu de meningite, mas não explicou as marcas de queimadura que ela tinha no corpo.