Geral

Audiência do caso Eliza é retomada nesta quinta-feira

Da Redação ·
 Bruno e outros oito acusados de matar Eliza Samudio participam de audiência
fonte: Lucas Prates/Jornal Hoje Em Dia
Bruno e outros oito acusados de matar Eliza Samudio participam de audiência

A audiência para o julgamento dos acusados pela morte de Eliza Samudio será retomada nesta quinta-feira (14). A medida foi tomada após o goleiro Bruno Fernandes, seu primo Sérgio Rosa Sales, e sua amante Fernanda Gomes de Castro passarem mal na tarde de quarta-feira (13).

continua após publicidade

Serão ouvidas nesta quinta-feira pela juíza Marixa Fabiane Lopes, no Tribunal de Júri de Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, as testemunhas Gilda Maria Alves, mulher do caseiro do sítio de Bruno, e o policial civil Sirlan Versiani Guimarães.

continua após publicidade

Além deles, outras 11 testemunhas ainda devem prestar depoimento nesta quinta. Entre elas, estão o delegado responsável pelo caso, Edson Moreira, e as delegadas Alessandra Wilke e Ana Maria dos Santos.

continua após publicidade

De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, caso não haja tempo suficiente para ouvir todas as testemunhas, a audiência continuará na próxima sexta-feira (15).

Além de Bruno, mais oito pessoas são acusadas de sequestrar e matar a ex-amante do jogador. Eliza Samudio está desaparecida desde junho deste ano.

continua após publicidade

Desmaio e vômito

continua após publicidade

Na quarta-feira, os nove acusados de participação no crime compareceram à terceira audiência realizada no Fórum de Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte. O goleiro Bruno Fernandes voltou a passar mal, e foi levado para o Hospital Municipal da cidade. Sérgio Rosa Sales, primo do goleiro, e Fernanda Gomes de Castro, amante de Bruno, também se sentiram mal.

continua após publicidade

Os três foram atendidos por uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Segundo o TJ-MG, Bruno teve uma queda de pressão. Na manhã do mesmo dia, ele já havia passado mal, mas não precisou ser socorrido.

De acordo com informações do TJ-MG, Fernanda também teve uma queda pressão e desmaiou após saber que seu pedido de habeas corpus foi negado pelo desembargador Herbert Carneiro. Ela também foi levada ao Hospital Municipal de Contagem.

continua após publicidade

Bruno passou mal durante a audiência da última quinta-feira (7). O atleta vomitou na frente da juíza Ana Paula Lobo Pereira de Freitas, da Vara Criminal e da Infância e da Juventude de Vespasiano.

continua após publicidade

Na quarta-feira (6), o goleiro desmaiou durante a sessão, e foi encaminhado para o Pronto-Socorro João XXIII, onde foi medicado e diagnosticado com sinusite leve.

O advogado de Bruno, Ércio Quaresma, entrou na Justiça com um pedido para que o goleiro cumpra prisão domiciliar, enquanto aguarda pelo julgamento.

Processo

No dia 30 de junho, a Polícia Civil de Minas Gerais indiciou Bruno e outros oito suspeitos pela morte de Elisa, mesmo sem a prova material do crime: o corpo da vítima. Dias depois, o TJ-MG aceitou a denúncia do MP (Ministério Público).

Além de Bruno, estão presos por envolvimento no crime o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, Luiz Henrique Romão, o Macarrão, a amante de Bruno, Fernanda Gomes de Castro, a ex-mulher do goleiro, Dayanne Fernandes, e o primo dele, Sérgio Rosa Sales.