Geral

Exportações estaduais vão superar vendas de 2009

Da Redação ·

As exportações do Paraná de janeiro a setembro superam a barreira de US$ 10,65 bilhões, alta de 20,85% na comparação com mesmo período do ano passado. As importações somaram US$ 9,88 bilhões, elevação de 48,50%. O saldo segue positivo em US$ 763 milhões para o Paraná, segundo dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).

continua após publicidade

Para o secretário da Indústria, do Comércio e Assuntos do Mercosul, Virgílio Moreira Filho, as vendas internacionais paranaenses deverão superar a balança comercial de 2009. “No ano passado, tivemos queda de 26,39% sobre o ano anterior e totalizamos exportações de US$ 11,22 bilhões. Os números atuais mostram que superamos a crise econômica internacional e avançamos de modo significativo”.  

continua após publicidade

Entre os produtos que contabilizaram incremento nas exportações de janeiro a setembro de 2010, destacam-se a soja em grão, com participação de 20,82% do total das vendas estaduais, óleo de soja, frango congelado, automóveis e açúcar. Em relação às importações, o Paraná comprou principalmente óleo bruto de petróleo, automóveis, produtos químicos, circuitos integrados e peças para o setor automotivo.  

Mercosul - Os países do Mercosul acumulam alta de 73,63% nas exportações nos nove meses do ano. Foram US$ 1,6 bilhão em vendas para o Paraguai, Argentina e Uruguai. Nas importações, cerca de US$ 1,4 bilhão (alta de 28% sobre 2009), o que rendeu ao Paraná saldo positivo de US$ 150 milhões. “Automóveis, adubos ou fertilizantes, motores e tratores estão na pauta de nossas exportações aos países vizinhos”, disse Moreira Filho.

No índice Brasil, as exportações registraram em setembro US$ 18,833 bilhões, segundo melhor resultado histórico para meses de setembro. O melhor resultado, até agora, foi em setembro de 2008 (US$ 20,017 bilhões). Já nas importações (US$ 17,740 bilhões), o resultado mensal foi o maior registrado pelo País.  

continua após publicidade

Segundo o secretário de Comércio Exterior do Mdic, Welber Barral, “o aumento das importações tem a ver com o aquecimento do mercado doméstico e com o aumento das exportações. Quanto mais nós aumentarmos as exportações, mais aumentaremos as importações, porque 50% da importação é insumo. Então, há uma correlação necessária”.  

A análise explica a alta das importações no Paraná e todo o País. Entre os bens de capital importados no Brasil, os itens que mais cresceram na comparação com setembro do ano passado foram maquinaria industrial, equipamento móvel de transporte, acessórios de maquinaria industrial, partes e peças para bens de capital para indústria e máquinas e aparelhos para escritório e científico.  

Em relação aos bens de consumo, houve compras alavancadas pela proximidade do Natal, seguindo tendência sazonal. Os destaques ficaram para máquinas e aparelhos para uso doméstico, móveis, vestuário, automóveis e produtos de toucador.