Geral

Tremor sentido no DF é o 2º registrado em GO em 1 semana

Da Redação ·
Tremor pode ser avaliado como alto porque as pessoas não estão acostumadas a esse tipo de fenômeno
fonte: Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Tremor pode ser avaliado como alto porque as pessoas não estão acostumadas a esse tipo de fenômeno

O tremor de terra que atingiu o Distrito Federal no fim da tarde desta sexta-feira no Distrito Federal, também foi sentido em Goiás, onde foi o epicentro do fenômeno. O abalo de hoje, com epicentro em Mara Rosa (GO), atingiu 4,5 graus de magnitude. Na segunda-feira, um tremor de 3,5 graus foi sentido em cinco cidades do norte do Estado, entre ela, Mara Rosa. Na região, segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), há uma falha geológica.

continua após publicidade

A magnitude é considerada entre baixa e média pelos especialistas. "Houve um tremor seguido de outro. Há chances de acontecer novamente hoje", disse o professor George França. Segundo ele, no caso do Brasil, o tremor pode ser avaliado como alto porque as pessoas não estão acostumadas a esse tipo de fenômeno: "em Mara Rosa, o terremoto é considerado de atenção máxima". No DF, o terremoto pode ter causado desabamento em construções precárias e rachaduras em alguns prédios. "Esse foi o maior terremoto sentido no DF", afirmou George.

"Quem estava em um raio de até 300 km a partir de Mara Rosa possivelmente sentiu um abalo forte", disse França. O observatório ainda não divulgou o alcance total do abalo de hoje, mas já se sabe que, além do norte goiano, o fenômeno foi sentido do Distrito Federal e adjacências, como Águas Claras e Taguatinga, e também em Goiânia. Na capital do Estado, moradores sentiram o sismo no centro e no Setor Oeste, bairro nobre da cidade.

continua após publicidade

O Corpo de Bombeiros de Goiás não registrou até agora nenhuma ocorrência de dano material provocada pelo tremor de terra. "Estamos fazendo a triagem das ligações para avaliar a situação", disse o auxiliar de comunicação social da corporação, sargento Dênis Silva. Segundo ele, a central de emergência recebeu dezenas de ligações de pessoas relatando casos de tremores, mas não houve solicitação de atendimento.

O tremor sentido no Distrito Federal não chegou a prejudicar as operações no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).