Geral

Praia do Guarujá-SP é aprovada por júri internacional

Da Redação ·

Quatro anos depois de ser inserida como piloto no projeto Bandeira Azul, a Praia do Tombo, no Guarujá (SP), foi aprovada pelo júri internacional e deverá receber em dezembro a chamada "Blue Flag", uma espécie de prêmio ISO das praias concedido pela Organização Não-Governamental (ONG) dinamarquesa Foundation for Environmental Education (FEE).

continua após publicidade

"Saiu a resposta do júri internacional na segunda-feira (4), que também aprovou a Marina Meliá, em Angra dos Reis, e a renovação da bandeira de Jurerê Internacional (Florianópolis), mas isso não quer dizer que os três já foram certificados porque só foi aprovado pelo júri", disse a presidente da ONG Instituto Ambiental Ratones (IAR) e coordenadora do Bandeira Azul no Brasil, Marinez Scherer.

continua após publicidade

Ela disse que as duas praias e a marina ainda têm pendências a serem resolvidas e a certificação só será concretizada depois de o júri nacional realizar nova vistoria, em novembro. Entretanto, Marinez acredita que principalmente a Praia Tombo deverá mesmo hastear sua bandeira azul em dezembro. "O júri nacional fez várias observações e eles estão atendendo a todas", disse.

continua após publicidade

Com 800 metros de extensão, a queridinha dos surfistas da Baixada Santista precisa agora corrigir algumas pendências até a vistoria. "Da última vez que visitamos o Tombo ainda estavam faltando banheiros, placas e a reforma das rampas de acesso", explica Marinez, afirmando que o obstáculo mais difícil e que precisava ser aprovado internacionalmente - a questão da balneabilidade - Guarujá já superou. "Eles conseguiram tratar as águas residuais que chegavam à praia", disse. A única coisa é que para renovar a certificação no próximo ano", acrescentou.

A Prefeitura do Guarujá comemorou a aprovação pelo júri internacional e está confiante de que conquistará a Bandeira Azul. "Recebemos a notícia hoje e agora só faltam coisas pequenas, pois hoje também estamos anunciando a nossa inserção no Projeto Orla", disse a Secretária Municipal do Turismo, Maria Eunice Grotzinger.

continua após publicidade

Criado pelo governo federal, o Projeto Orla tem como objetivo ordenar os espaços litorâneos aproximando as políticas ambientais e patrimoniais das três esferas de governo com a sociedade. Segundo a secretária, a viabilização do projeto federal está diretamente ligada ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado entre a Prefeitura de Guarujá e a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) no último dia 29, e que deu mais autonomia ao município para administrar e disponibilizar os espaços nas praias do Guaiuba, Tombo, Astúrias, Pitangueiras, Enseada e Pernambuco. "Guarujá vai ser pioneiro porque nenhuma outra cidade com o TAC começou o Projeto Orla", concluiu Maria Eunice.