Geral

Tempestade Karl mata três pessoas no México

Da Redação ·
 Além de causar mortes, a tempestade Karl provoca destruição, como em um supermercado em Chachalacas
fonte: Oscar Martinez/18.09.2010/Reuters
Além de causar mortes, a tempestade Karl provoca destruição, como em um supermercado em Chachalacas

Apesar de perder força e ser reclassificada de furacão para tempestade tropical, a tormenta Karl matou três pessoas nos últimos dias durante sua passagem pelo México, além de causar severos danos à infraestrutura do país e fortes cheias de rios, segundo a Defesa Civil mexicana.

continua após publicidade

Uma das mortes foi registrada no Estado de Tabasco, no Sudeste do país. Uma menina de quatro anos morreu afogada, em sua casa inundada, depois de cair de sua cama. O Estado, que já sofreu fortes inundações em 2008, tem 143 afetados pelas chuvas

continua após publicidade

As outras duas mortes aconteceram devido a um deslizamento de terra no Estado de Puebla, no centro do país. Maria Antonia Garcia Alvarado, de 69 anos, e sua neta, de dois anos, não resistiram ao soterramento, de acordo com autoridades da região.

continua após publicidade

O fenômeno afetou principalmente os Estados litorâneos do golfo do México, e mantém sua trajetória pelo centro do país, deixando várias regiões em estado de alerta máximo.

Karl estava às 22h (horário de Brasília) sobre o Estado de Puebla, com ventos de 115 km/h, avançando em direção oeste, a uma velocidade de 15 km/h.

continua após publicidade

Em sua passagem por Veracruz, a tempestade provocou chuvas de até 252 milímetros em alguns pontos, e se prevê que as precipitações alcancem até 300 milímetros.

continua após publicidade

As autoridades da Comissão Nacional de Água alertaram sobre os riscos de cheias em sete rios, entre eles o Tuxpan.

continua após publicidade

Pior temporada da história

O México, que em novembro será sede da cúpula mundial sobre mudança climática, registra o que o governo classifica como a pior temporada de chuvas da história.

Ao todo, cerca de 1 milhão de pessoas já foram afetadas pelas chuvas.