Geral

Trump decide liberar arquivos sobre assassinato de Kennedy

Da Redação ·
Sob Trump, EUA aglutinam na COP defensores de combustíveis fósseis
Sob Trump, EUA aglutinam na COP defensores de combustíveis fósseis

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente americano Donald Trump afirmou neste sábado (21) que vai abrir na próxima semana arquivos relacionados ao assassinato do ex-presidente dos EUA John F. Kennedy, em 1963, mantidos até hoje em sigilo.

continua após publicidade

Segundo o site Politico, fontes ligadas ao governo teriam afirmado que uma parte desses materiais, que serão liberados pelo Arquivo Nacional na próxima quinta (26), ainda poderia permanecer sigilosa.

Parte dos documentos sobre a morte de Kennedy foi aberta nos anos 1990, mas alguns itens permanecem em segredo. A maioria foi produzida pela CIA (Agência Central de Inteligência), pelo FBI (Birô Federal de Investigação, a polícia federal dos EUA) e pelo Departamento de Justiça.

continua após publicidade

Segundo a lei americana, tudo deverá ser liberado até o dia 26, salvo sob nova decisão de Trump.

O presidente americano anunciou a decisão em um tuíte, no qual disse que "abriria os arquivos de JFK, há muito tempo bloqueados e sigilosos".