Geral

Biólogos alertam para risco de 'apocalipse ambiental'

Da Redação ·
Imagem ilustrativa - Pixabay
Imagem ilustrativa - Pixabay

Uma equipe de cientistas alemães, britânicos e holandeses detectou uma redução significativa do número de insetos voadores na Alemanha. De acordo com eles, isso representa uma grave ameaça para a vida na Terra. Os resultados do estudo foram publicados no portal Plos One.

continua após publicidade

Conforme a pesquisa, o número de insetos voadores teve redução de 76% desde 1989. Os especialistas europeus analisaram mais de 1,5 mil amostras de biomassa recolhidas durante estes anos em 63 reservas naturais da Alemanha.

"Já há muito tempo se suspeitava desta redução, contudo, os resultados são muito mais assustadores do que pensávamos. Em pleno verão, a redução atinge até 82%", afirmou, Caspar Hallman, biólogo da Universidade Radboud de Nimega (Países Baixos).

continua após publicidade

Segundo os pesquisadores, a redução dos insetos voadores na biomassa é realmente um sinal alarmante e é preciso descobrir os motivos dessa catástrofe, caso contrário, a humanidade pode enfrentar a uma extinção de insetos capazes de influenciar a cadeia alimentar terrestre, o que por sua vez causaria a extinção de outras espécies de animais e pássaros.

Entre hipóteses mais prováveis deste fenômeno são o uso de pesticidas neonicotinóides, aquecimento global e a utilização descuidada de solo por parte de agricultores.

Os cientistas finalizam ressaltando que são necessárias mais pesquisas com o objetivo de dar uma resposta definitiva a esta anomalia e adotar as medidas necessárias para salvar a Terra de um 'apocalipse ambiental'. 

As informações são do portal Plos One