Geral

Políticos chegam a acordo para setor de energia

Da Redação ·

Líderes alemães chegaram a um acordo para dar às usinas de energia nuclear um tempo extra de produção e para criar novos impostos sobre lucros de companhias de energia, disse uma fonte do governo neste domingo.

continua após publicidade

Depois de meses de impasse sobre essa questão controversa, a primeira-ministra, Angela Merkel, o ministro de Meio Ambiente, Norbert Roettgen, o de Economia, Rainer Bruederle, o de Finanças, Wolfgang Schaeuble, e outros líderes importantes do governo de coalizão centro-direita chegaram a um acordo depois de uma sessão de quase dez horas de duração, segundo a fonte.

continua após publicidade

As 17 usinas nucleares do país vão continuar em funcionamento por mais alguns anos, mas esse tempo, em termos exatos, será definido com base na idade de cada usina, disse uma agência de notícias alemã. Amanhã, Merkel deve dar mais detalhes à imprensa sobre o novo acordo.

Os líderes também concordaram com a criação de um novo imposto sobre lucros das companhias. Conforme já anunciado, o imposto tem como objetivo levantar US$ 3 bilhões a partir do ano que vem, mas as empresas também terão de contribuir com um fundo especial para impulsionar as energias renováveis.