Geral

Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, é encontrado morto, diz site

Da Redação ·
Foto: Wikimetal
Foto: Wikimetal

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Chester Bennington, vocalista da banda Linkin Park, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (20). Ele tinha 41 anos.

continua após publicidade

De acordo com o site "TMZ", o corpo foi encontrado em sua casa pouco antes das 8h (horário local). Ele teria se enforcado. A polícia não divulgou mais informações sobre o caso.

Bennington tinha seis filhos, de dois casamentos.

continua após publicidade

Em 2012, a então banda mais popular do Facebook, com 65 milhões de fãs, fez uma turnê no Brasil. Cerca de 20 mil pessoas cantaram hits da carreira como "In the End", "Faint" e "Numb" em Belo Horizonte. Mas seu auge no país ocorreu em 2004, quando o grupo levou 80 mil pessoas ao Morumbi, em São Paulo, na turnê do álbum "Meteora".

Bennington morreu no mesmo dia em que se comemoraria o aniversário de Chris Cornell, conhecido vocalista das bandas Soundgarden e Audioslave. Cornell morreu no dia 17 de maio deste ano, em Detroit (EUA), aos 52 anos. Ele deixou a mulher e os filhos.

A autópsia do médico legista confirmou a hipótese já levantada pela polícia de que o músico se suicidou. De acordo com nota divulgada, família e equipe gostariam de agradecer aos fãs pelo amor e pela lealdade e pedir privacidade e respeito neste momento.

continua após publicidade

Na época, um amigo da família disse que encontrou Cornell com uma faixa ao redor do seu pescoço. Chris Cornell teve problemas com álcool e outras drogas durante a carreira. Em 2003, ao passar por um tratamento de reabilitação, ele disse em entrevista que gostava daquele processo. "É como uma escola, é interessante. Estou vendo que posso aprender aos 38 anos."

Cornell era um dos ícones do grunge com a banda Soundgarden, formada em Seattle no início dos anos 1980, e ganhou destaque no início da década de 1990, ao lado de grupos como Nirvana, Alice in Chains e Pearl Jam. Após uma pausa com o Soundgarden, ele alternou carreira solo e outros projetos.

Em 2001, ele se juntou aos ex-integrantes do Rage Against the Machine –Tom Morello, Brad Wilk e Tim Commeford– e formou o Audioslave em 2001. A banda lançou três álbuns e se manteve até 2007. Em 2010, o Soundgarden se reuniu para novos trabalhos e turnê.