Geral

Novos incêndios matam 8 pessoas e ferem 17 na Rússia

Da Redação ·

A mais recente onda de incêndios florestais na Rússia deixou 8 mortos e 17 feridos, disseram hoje as autoridades. Os incêndios irromperam em agosto, em várias regiões da parte europeia da Rússia, após semanas de uma intensa seca e temperaturas muito altas. Uma espessa nuvem de fumaça vinda dos bosques e florestas incendiadas cobriu Moscou durante vários dias.

continua após publicidade

Cerca de 500 casas foram queimadas, disse o Ministério de Emergências. Embora as fortes chuvas tenham ajudado a apagar os incêndios na maior parte do país, as regiões meridionais de Volvogrado, Saratov e Samara seguem padecendo com a seca e as elevadas temperaturas.

continua após publicidade

Uma declaração do Ministério afirma que os incêndios são realimentados pelo vento, e que alguns começaram quando ventanias intensas fizeram com que cabos elétricos das linhas de transmissão de energia se chocassem, gerando faíscas que começaram os focos de fogo. Os incêndios castigaram particularmente a região de Volvogrado, onde ocorreram as mortes e também onde 380 casas foram queimadas em 20 povoados e cidades.

continua após publicidade

Na televisão, o ministro de Emergências, Sergei Shoigu, disse que na noite de hoje (horário local) os incêndios foram localizados e extintos. Na região de Samara, o trânsito teve que ser desviado na autoestrada perto da cidade industrial de Togliatti, centro da indústria automotiva russa. O Ministério informou que seus aviões cisterna e helicópteros realizaram 60 voos para jogar água sobre o incêndios até o meio-dia de hoje. As informações são da Dow Jones.