Geral

Fidel volta a discursar e alerta sobre risco de guerra

Da Redação ·
Fidel leu uma mensagem na qual foi intercalando opiniões próprias sobre a possibilidade de uma guerra nuclear no Oriente Médio
fonte: prosaepolitica.com.br
Fidel leu uma mensagem na qual foi intercalando opiniões próprias sobre a possibilidade de uma guerra nuclear no Oriente Médio

O ex-líder cubano Fidel Castro discursou hoje em um encontro político de estudantes da Universidade de Havana, onde ele mesmo estudou, há mais de 60 anos. Fidel, que parecia saudável e com energia, leu uma mensagem na qual foi intercalando opiniões próprias sobre a possibilidade de uma guerra nuclear no Oriente Médio e seus efeitos para a humanidade.

continua após publicidade

"Correspondeu a Cuba a dura tarefa de advertir a humanidade do perigo real que está confrontando", afirmou Fidel, de 84 anos. Fidel avaliou que a vida dos seres humanos estaria por um fio, caso as potências decidam usar armas nucleares. Ele vê o risco de uma agressão realizada por Estados Unidos e Israel contra o Irã. Esses países temem que Teerã desenvolva um programa secreto para produzir armas nucleares, o que o governo iraniano nega, alegando ter apenas fins pacíficos.

continua após publicidade

Este foi o discurso mais importante do ex-líder desde que retornou à cena política. Ele leu textos de agências de notícias e comentários de analistas internacionais. Antes da enfermidade, Fidel era famoso por seus longos discursos. Hoje, o ex-líder falou durante 45 minutos, em seu primeiro discurso ao ar livre desde seu afastamento em 2006, quando deixou o poder para o irmão Raúl Castro após ser submetido a uma cirurgia de emergência. O ato desta sexta-feira reuniu milhares de pessoas, sobretudo estudantes. Fidel usou óculos para ler e ainda brincou no começo do discurso, pois raramente os usava antes da enfermidade.