Geral

Ahmadinejad defende remover Israel da 'cena mundial'

Da Redação ·

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse hoje que as pessoas no Oriente Médio são "capazes de remover o regime sionista da cena mundial", referindo-se a Israel. Ahmadinejad falou durante o dia anual de solidariedade à causa palestina, realizado em Teerã. "Se os líderes da região não têm a coragem, então as pessoas na região são capazes de remover o regime sionista da cena mundial", afirmou o presidente iraniano.

continua após publicidade

A multidão entoava no protesto gritos como "Morte à América!" e "Morte a Israel!". Ahmadinejad afirmou que o diálogo direto pela paz, relançado ontem em Washington, está "condenado" ao fracasso. Pela primeira vez em 20 meses, encontraram-se nesta semana o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas.

continua após publicidade

"Sobre o que eles querem negociar? Quem eles estão representando? Sobre o que vão falar?", questionou o líder iraniano, referindo-se aos líderes palestinos. "Quem deu a eles o direito de vender um pedaço da terra palestina? O povo da Palestina e as pessoas da região não permitirão que eles vendam nem sequer uma polegada de solo palestino ao inimigo", afirmou. "As negociações estão fadadas ao fracasso desde o início e condenadas."

O Irã se opõe fortemente ao diálogo pela paz entre Israel e os palestinos. O país persa apoia o movimento islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza. Militantes do Hamas atacaram esta semana assentados israelenses, matando quatro deles e ferindo dois, pouco antes do reinício do diálogo. Abbas condenou a violência. As informações são da Dow Jones.