Geral

'Caçador de nazistas' trabalhava para Mossad, diz livro

Da Redação ·

Um historiador israelense afirma em seu novo livro que o famoso "caçador de nazistas" Simon Wiesenthal trabalhava para a agência de espionagem de Israel, a Mossad. Segundo o especialista, Wiesenthal fornecia informações à Mossad sobre criminosos de guerra e alemães que trabalhavam em países árabes.

continua após publicidade

Tom Segev afirma em "Wiesenthal - The Life and Legends" (Wiesenthal - a vida e as lendas)", que o sobrevivente do Holocausto começou a trabalhar para a inteligência israelense antes mesmo do estabelecimento da Mossad, em 1949.

continua após publicidade

O livro, lançado hoje, afirma que, em 1948, Wiesenthal participou de uma fracassada tentativa de se capturar Adolf Eichmann, que foi mais tarde capturado na Argentina e, após ser julgado, executado em Israel.

Segev diz que, nos anos 1960, Wiesenthal forneceu informação a Israel sobre neonazistas e cientistas alemães que trabalhavam para o programa de foguetes do Egito. O autor baseou suas conclusões em materiais encontrados nos arquivos pessoais de Wiesenthal e em entrevistas com pessoas que teriam tido contato com ele.