Geral

Confrontos e atentados no Afeganistão deixam 27 mortos

Da Redação ·

Vinte e sete pessoas morreram hoje em vários combates entre forças armadas ocidentais e rebeldes no Afeganistão. Entre as baixas estão cinco soldados norte-americanos, mortos por ataques a bomba e atentados em diferentes regiões do país. Três funcionários públicos afegãos também foram mortos em atentados. Ainda nesta terça-feira, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) informou que 19 insurgentes foram mortos por um ataque aéreo realizado em parceria com militares afegãos.

continua após publicidade

Segundo a Otan, quatro soldados morreram por uma bomba no leste do país, e um quinto soldado morreu em um enfrentamento com insurgentes no sul do país. Não há detalhes sobre os incidentes e os soldados não foram ainda identificados. Outro membro da coalizão internacional, que não teve a nacionalidade divulgada, foi morto ontem. O número de soldados dos EUA mortos no Afeganistão em agosto subiu para 55. Desses, 19 baixas ocorreram numa onda recente de violência entre sábado e hoje. Julho, com 66 baixas, foi o pior mês para os EUA desde 2001.

continua após publicidade

Quase todas as mortes das tropas da aliança ocorrem no sul e no leste do Afeganistão, onde a insurgência do Taleban tem mais presença e os combates são mais virulentos. Essas áreas estão próximas às montanhas na fronteira com o Paquistão, país em que os insurgentes se abrigam e treinam recrutas.

continua após publicidade

Hoje pela manhã, na periferia da capital, Cabul, um homem armado abriu fogo contra um ônibus cheio de funcionários da Corte Suprema, matando três pessoas e ferindo 12, informou o Ministério do Interior. Agressores em duas motocicletas pararam o ônibus, e um deles armado subiu, abrindo fogo com uma arma automática, disse um porta-voz do tribunal.

Também nesta terça-feira, a coalizão informou que em uma operação conjunta com a força afegã, foram mortos 19 insurgentes e detidos outros cinco suspeitos, durante um ataque aéreo no povoado de Omar, na província de Kunar, leste do país.