Geral

Dois filhotes de onça-pintada nascem em cativeiro em Foz do Iguaçu

Da Redação ·
Valente (onça-pintada) e Nena (preta). Foto: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional
Valente (onça-pintada) e Nena (preta). Foto: Rubens Fraulini/Itaipu Binacional

Dois filhotes de onça-pintada nasceram no Refúgio Biológico Bela Vista, em Foz do Iguaçu (PR), entre a tarde desta quarta-feira (28) e a manhã desta quinta-feira (29). A reprodução desses felinos em cativeiro é um evento raro e a espécie é ameaçada de extinção. As informações são da Agência Brasil.

continua após publicidade

Os bebês onça, que ainda não têm nome, são filhos de Nena e Valente, que vivem no refúgio mantido pela Hidrelétrica de Itaipu Binacional. A fêmea chegou ao local há apenas três meses.

Após constatarem a gravidez, os veterinários levaram Nena a um local reservado do refúgio e agora mãe e filhotes estão em uma espécie de maternidade do Zoológico Roberto Ribas Lange. Para não estressar os animais, o refúgio só fará fotos dos novos moradores na semana que vem. Em março, os bichos poderão ser vistos em visitações ao local.

continua após publicidade

Os dois filhotes são melânicos, ou seja, têm a pele completamente preta, como a mãe, e diferentes do pai, que é pintado.

Os profissionais do Refúgio Bela Vista já vinham tentando, sem êxito, a reprodução de filhotes de onça-pintada em cativeiro.

Além da família de Valente e Nena, o refúgio já abrigou mais quatro onças-pintadas. A mais antiga no local, Juma, que chegou em 2002, morreu no começo deste ano.

continua após publicidade

Localizado na fronteira do Brasil com a Argentina, onde estão as Cataratas, o Parque Nacional do Iguaçu é a única reserva de grande porte no Sul do País que abriga a espécie.

ONÇA-PINTADA
A onça-pintada (Panthera onca) é um felino da família Feliade. É carnívoro, pode chegar aos 2,1 metros de comprimento, 90 centímetros de altura e pesar em média 150 quilos. A espécie vive às margens de rios e também em ambientes campestres, desde o sul dos Estados Unidos até a Argentina.