Geral

Colombiano é preso por suspeita de integrar quadrilha de agiotas no Paraná

Da Redação ·
A prisão foi realizada no bairro Sítio Cercado, pela equipe do 10º Distrito Policial (DP) da capital. Foto: Polícia Civil
A prisão foi realizada no bairro Sítio Cercado, pela equipe do 10º Distrito Policial (DP) da capital. Foto: Polícia Civil

Um homem colombiano, identificado como Cristian Amaro Meza Barrios, 30 anos, foi preso em flagrante, suspeito de integrar uma quadrilha envolvida com esquemas de agiotagem e extorsão mediante ameaças contra empresários e camelôs. A prisão foi realizada no bairro Sítio Cercado, pela equipe do 10º Distrito Policial (DP) da capital. 

continua após publicidade

De acordo com informações policiais, a quadrilha é composta por colombianos que já atuam há aproximadamente cinco anos na região do Sítio Cercado e Pinheirinho. 

Eles emprestam uma quantia em dinheiro e fazem cobranças diárias pelo prazo de 20 dias, ao final do pagamento, a pessoa que emprestou o dinheiro paga um valor bem elevado ao que havia pego.A quadrilha ia até o local de trabalho ou residência das pessoas e agiam com extrema violência caso a vítima se recusasse a pagar o valor combinado.A polícia chegou até o suspeito através de diversas denúncias anônimas, realizada por pessoas que foram vítimas das ações violentas da quadrilha. O colombiano foi flagrado no momento em que chegou no escritório de um empresário para receber a quantia diária. Em contato com a Polícia Federal, a equipe descobriu ainda, que o suspeito estava em situação ilegal no país. 

continua após publicidade

O homem deu entrada no Brasil em novembro de 2015 e deveria ficar apenas pelo prazo de 90 dias.Segundo o delegado-titular da unidade, Rinaldo Ivanike, as investigações continuam com o intuito de identificar e localizar os demais membros da facção criminosa. O suspeito está preso no 10º DP, onde foi autuado por extorsão, ameaça e crime contra a economia.