Geral

Paquistão lembra dia de sua independência em meio à tragédia

Da Redação ·

O primeiro-ministro paquistanês, Yousef Raza Guilani, pediu neste sábado (14) união para superar as inundações e anunciou o cancelamento da maioria dos atos pelo dia da independência do país, declarada em 14 de agosto de 1947.

continua após publicidade

- Peço a toda a nação para que ajude as vítimas das inundações. Não há dúvida de que esta crise não pode ser enfrentada só pelo governo.

continua após publicidade

Guilani fez a declaração em discurso à nação transmitido pela TV. O primeiro-ministro paquistanês lembrou que a catástrofe já superou o número de afetados pelo tsunami que atingiu o Sudeste Asiático em 2004 e pediu à comunidade internacional para que forneça ajuda à altura das circunstâncias.

continua após publicidade

- Apesar de nossos esforços, ainda há afetados aos quais não pudemos chegar.

Até agora, as inundações no Paquistão deixaram 1.384 mortos, afetaram cerca de 20 milhões de pessoas e destruíram 700 mil casas, segundo os dados oficiais.

continua após publicidade

"Copyright Efe - Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe.