Geral

EUA fazem alerta para turistas que querem ir à Bolívia

Da Redação ·
 Mulher que estava em greve de fome como protesto na região de Potosí, na Bolívia, precisou se enviada ao hospital nesta quinta-feira (12)
fonte: STR/Reuters
Mulher que estava em greve de fome como protesto na região de Potosí, na Bolívia, precisou se enviada ao hospital nesta quinta-feira (12)

O departamento de Estado americano soltou um alerta nesta quinta-feira (12) para seus cidadãos sobre a situação de instabilidade social e de segurança na Bolívia.

continua após publicidade

Ao longo das últimas três semanas, grupos de civis e outras facções fizeram protestos contra o governo boliviano nas regiões de Potosi, Oruro, e Uyuni. Eles alegam que o governo não conseguiu dar seguimento a projetos de desenvolvimento em suas cidades, além da questão de disputa de fronteira.

continua após publicidade

Os manifestantes ergueram barricadas ao longo das rotas principais de entrada a cidade, obstruindo o caminho para essas regiões. Milhares de pessoas, incluindo centenas de turistas, foram barrados pelos bloqueios.

continua após publicidade

Comida, água e suprimentos médicos estão escassos nessas regiões, o que aumenta a possibilidade de saques.

Os manifestantes, que estão usando dinamite e fazendo greves de fome para chamar a atenção aos seus pedidos, ameaçaram estender os bloqueios e as manifestações para a cidade de La Paz, caso suas exigências não sejam atendidas.

continua após publicidade

O Departamento de Estado pede aos cidadãos americanos que residem na Bolívia para evitar de fazerem planos de viagem para Potosí, Oruro, ou Uyuni até que a situação seja resolvida. E os que moram nessas regiões, devem limitar seus planos de viagem e saídas.