Geral

Chega a 12 número de mortos em confronto com traficantes no México

Da Redação ·
 Policial federal observa apresentação de traficante preso no Estado de Durango, no México; militares mataram 12 supostos criminosos nesta quinta
fonte: Luis Acosta/12.08.2010/AFP
Policial federal observa apresentação de traficante preso no Estado de Durango, no México; militares mataram 12 supostos criminosos nesta quinta

Ao menos 12 criminosos morreram e três militares ficaram feridos em um confronto na noite desta quinta-feira (12) no Estado mexicano de Durango, no norte do país, anunciou a Secretaria de Defesa Nacional (Sedena).

continua após publicidade

Mais cedo, uma fonte oficial havia informado que o número de mortos chegava a 11, mas a informação foi corrigida posteriormente.

continua após publicidade

O confronto começou depois que as autoridades receberam uma ligação anônima que avisava sobre a presença de um grupo armado em um imóvel na cidade de Santiago Papasquiaro, onde os militares foram recebidos a tiros.

continua após publicidade

De acordo com o site do jornal El Universal, o tiroteio durou duas horas.

O México vive uma onda de violência, principalmente nos Estados do norte do país, em consequência da disputa dos carteis do narcotráfico, que deixaram mais de 28 mil mortos desde dezembro de 2006, quando o presidente Felipe Calderón assumiu o poder.

continua após publicidade

Durango, onde vivia o chefe do Cartel de Sinaloa, Joaquín "El Chapo" Guzmán, é um dos Estados mais afetados pela violência do crime organizado. A operação de combate aos traficantes iniciada por Calderón mobiliza mais de 50 mil militares, de acordo com o governo.