Geral

Russo que morreu em competição de sauna estava dopado

Da Redação ·
 Ladyzhensky (esquerda) e o finlandês Timo Kaukonen, que está hospitalizado, eram os dois finalistas do campeonato
fonte: Gustafsson/AFP
Ladyzhensky (esquerda) e o finlandês Timo Kaukonen, que está hospitalizado, eram os dois finalistas do campeonato

O competidor russo Vladimir Ladyzhenski, que morreu no último sábado (7) durante a final de uma competição de sauna, na Finlândia, estava dopado com analgésicos. A morte ocorreu depois que ele e seu rival ficaram quase sete minutos sob uma temperatura de 110º C, segundo o jornal espanhol El País.

continua após publicidade

A reportagem publicada nesta quarta-feira (11) mostra que o segundo finalista, Timo Kaukonen, continua internado na UTI de um hospital local desde o último sábado. Ele ainda não sabe da morte do competidor russo. O jornal ouviu o médico responsável, Eero Hirvensalo.

continua após publicidade

- Seu estado de saúde é estavel, mas dada a gravidade das queimaduras, decidimos mantê-lo anestesiado. Ainda não sabemos que tipo de sequelas o paciente terá.

continua após publicidade

Segundo a reportagem, os dois competidores haviam tomado remédios analgésicos para aguentar a dor durante a competição. Ao todo, seis finalistas ficaram dentro da sauna, sob temperatura de 110º C. Quatro deles, saíram do local quatro minutos depois. Apenas Ladyzhenski e Kaukonen ficaram e foram retirados aos seis minutos e 55 segundos, sendo levados diretamente ao hospital.

A Sociedade de Sauna Finlandesa criticou a competição, dizendo que a "sauna é lugar de relaxamento e bem-estar pessoal" e "não deve ser lugar para uma competição".

continua após publicidade

As saunas são muito comuns na Finlândia e é um típico programa familiar no país. Os organizadores disseram que a competição não será mais realizada, mas já há empresários dispostos a seguir em frente com o evento.