Geral

Vaticano anuncia que canonização será em 4 de setembro

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Vaticano anuncia que canonização será em 4 de setembro
Vaticano anuncia que canonização será em 4 de setembro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O papa Francisco anunciou, nesta terça-feira (15), a data da canonização de madre Teresa de Calcutá. A cerimônia ocorrerá no dia 4 de setembro desse ano, véspera do 19º aniversário de morte da religiosa.
O comunicado era esperado desde que o papa aprovou, em dezembro, um segundo milagre atribuído à madre -a última prova necessária para ela se tornar santa.
A igreja define como santo aquele que foi sagrado o suficiente durante a vida para que possa viver no céu após a morte e consiga concretizar milagres -à madre foram atribuídos dois: a cura de uma mulher indiana com tumor estomacal, em 2003, e de um brasileiro em estado terminal e em coma devido a um câncer no cérebro, no ano passado.
São três as etapas para a santificação: confirmação de "virtudes heroicas", beatificação e canonização -as duas últimas exigem a comprovação de um milagre.
O papa João Paulo 2º (morto em 2005, aos 84 anos) permitiu que os procedimentos para comprovação da santidade da freira fossem iniciados dois anos após sua morte, em vez dos cinco anos usuais, e a beatificou em 2003.
Nascida Agnes Gonxha Bojaxhiu em 26 de agosto de 1910, em Skopje, Macedônia, madre Teresa entrou para a ordem das freiras em 1928.
Em 1950 fundou a ordem das Missionárias da Caridade, que atualmente conta com 130 unidades pelo mundo para prover conforto e cuidado "aos mais pobres dentre os pobres". Em 1979, a '"santa das sarjetas" ganhou o prêmio do Nobel da Paz pelo seu trabalho de apoio aos necessitados.
Após sua morte, em 5 de setembro de 1997, aos 87 anos, surgiram acusações de que a madre e a ordem ajudavam os carentes com o objetivo de convertê-los ao cristianismo. A ordem nega, e diz que grande parte dos que receberam ajuda não era cristã e tinha pouco tempo de vida, insuficiente para a conversão.
"Ela construiu um império da caridade", disse o Reverendo Bernardo Cervellera, editor do AsiaNews, agência de notícias filiada ao Vaticano. "Ela não tinha planos de conquistar o mundo. Seu objetivo era seguir a vontade de Deus".

continua após publicidade