Geral

4,7 milhões de imóveis visitados para combate ao Aedes estavam fechados

Da Redação ·

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Do total de 25,4 milhões de imóveis visitados desde dezembro para o combate a focos do mosquito Aedes aegypti, 4,7 milhões estavam fechados em todo o país (18,4%).
De acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira (5) pelo Ministério da Saúde, já foram efetivamente vistoriados quase 31% da meta definida pelo Ministério da Saúde -60,7 milhões de imóveis, entre residências, prédios públicos, comerciais e industriais.
No início desta semana, a presidente Dilma Rousseff editou medida provisória que autoriza agentes de saúde a entrarem de maneira forçada em propriedades privadas abandonadas ou fechadas, num esforço para combater a epidemia do vírus da zika no país. A ação é permitida após duas notificações prévias aos proprietários.
O trabalho de vistoria é feito por militares e agentes de saúde e controle de endemias. Segundo o levantamento mais recente, foram identificados 772,9 mil imóveis com focos do mosquito. Ao mesmo tempo, houve recusa de acesso a 69.214 imóveis.
Em nota, a pasta divulgou sugestões aos brasileiros que vão viajar neste carnaval. A recomendação é para vistoriar a casa na véspera, para eliminar possíveis recipientes de reprodução do mosquito. "Um balde esquecido no quintal ou um pratinho de planta na varanda do apartamento, após uma chuva, podem facilmente se tornar um foco do mosquito e afetar toda a vizinhança", diz o ministério.

continua após publicidade