Geral

ONU prevê ano recorde de refugiados

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia ONU prevê ano recorde de refugiados
ONU prevê ano recorde de refugiados

O ano de 2015 deverá registrar novo recorde de deslocados e refugiados no mundo, depois de em 2014 esse número ter sido de 59,5 milhões de pessoas, mostra relatório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), divulgado nesta sexta-feira (18).

continua após publicidade

“O ano de 2015 será, sem dúvida, de uma alta sem precedentes em matéria de deslocamentos forçados no mundo”, escrevem os especialistas do Acnur, a propósito dos dados do primeiro semestre, que são a base do relatório. Segundo os peritos, “como o número de refugiados, de requerentes de asilo e de pessoas deslocadas continuou a crescer em 2015, é provável que seja muito superior” a 60 milhões de pessoas.

No primeiro semestre de 2015, foram contabilizadas pelo menos mais 5 milhões de pessoas consideradas deslocadas - 4,2 milhões no interior do seu país e 839 mil que atravessaram a fronteira.
No mesmo período, a Europa foi confrontada com a chegada sem precedentes de migrantes por meio do Mar Mediterrâneo, sendo a maioria oriunda da Síria e de outros países afetados pela guerra. Como um número considerável de migrantes chegou depois de junho, não foram levados em consideração para este relatório do Acnur. O número de refugiados no mundo aumentou 45% desde 2011. Os países da África Subsaariana acolhem a maioria dos refugiados (4,1 milhões), seguidos da Ásia e do Pacífico (3,8 milhões), da Europa (3,5 milhões), do Oriente Médio e da África do Norte (3 milhões). Um total de 753 mil refugiados vive no Continente Americano. O Acnur estimou 3,9 milhões de apátridas no primeiro semestre.