Geral

Paquistão divulga lista de passageiros de avião que caiu

Da Redação ·
 Membros de equipe de resgate ajudam a transportar caixões que vão ser usados para depositar os restos mortais das 152 pessoas mortas no acidente
fonte: Foto Aamir Qureshic/28.07.2010/AFP
Membros de equipe de resgate ajudam a transportar caixões que vão ser usados para depositar os restos mortais das 152 pessoas mortas no acidente

As autoridades aéreas do Paquistão divulgaram uma lista de passageiros que estavam no voo Airblue ED 202 que caiu nesta quarta-feira (28) nas colinas cobertas por nuvens perto de Islamabad, capital paquistanesa.

continua após publicidade

Ao total, 152 pessoas morreram no desastre aéreo e a lista indica que a maioria dos passageiros era de paquistaneses, com alguns indianos, informou o jornal paquistanês Pakistan Times. Até o momento não há informação de nenhum brasileiro entre os mortos, informou o Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

continua após publicidade

O Airbus 321, que fazia um voo de rotina, entre duas grandes cidades dos país, Karachi e Islamabad, e colidiu às 9h45 locais (1h45, horário de Brasília) com as colinas de Margala antes de se desintegrar em bolas de fogo, mergulhando o país em luto.

continua após publicidade

O presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, e o primeiro-ministro do país, Syed Yusuf Raza Gilani, informaram estar em luto e deram condolências às famílias em notas separadas. Gilani também fez uma visita aérea ao local do acidente e decretou esta quinta-feira (29) como dia de luto no Paquistão pela tragédia.

O Pakistan Times também informou que 131 corpos já foram transferidos para o Instituto Paquistanês de Ciências Médicas e que 13 foram identificados.

continua após publicidade

Dos 154 passageiros na aeronave, havia dois bebês, cinco crianças, e 29 mulheres. O jornal paquistanês informou que a maioria dos corpos recolhidos havia sofrido algum tipo de mutilação.

continua após publicidade

A maior dificuldade das equipes de resgate é enfrentar passagens difíceis pelas montanhas enquanto a chuva não dá trégua na região.

continua após publicidade

O Pakistan Times informou que os trabalhos continuavam pela madrugada, mas que houve dificuldades em improvisar luzes para prosseguir com a atividade.

Um oficial da equipe de resgate, Syed Zahir Shah, descreveu um cenário desolador ao falar do local do acidente.

- Alguns corpos foram carbonizados e desintegrados, sendo impossível identificá-los. Outros se despedaçaram e se espalharam na floresta. As únicas partes que eu reconheci foram os rostos de duas mulheres e uma criança.