Geral

Anúncio de calcinha para menstruação gera polêmica

Da Redação ·
Anúncio de calcinha para menstruação gera polêmica em Nova York - Imagem: www1.folha.uol.com.br
Anúncio de calcinha para menstruação gera polêmica em Nova York - Imagem: www1.folha.uol.com.br

THAIS BILENKY
NOVA YORK, EUA (FOLHAPRESS) - Anúncios de uma calcinha para mulheres menstruadas causaram rebuliço nesta semana em Nova York. Segundo a marca, Thinx, a agência de publicidade do metrô havia censurado a propaganda, que ainda não foi implementada.

O anúncio mostra alimentos como meia toranja ou uma gema de ovo escorrendo para aludir ao corpo feminino ou à menstruação. A Thinx publicou em seu blog que a criação havia sido barrada -e, diante da negação da agência do metrô, a Outfront Media, mostrou os e-mails de um funcionário com recomendações de mudanças.

Usuários de rede social protestam a favor e contra a decisão. Na quinta-feira (23), um funcionário da Outfront Media não identificado disse ao jornal "New York Times" que "com certeza, os anúncios serão aprovados".

Oficialmente, a agência do metrô disse ao "NYT" que eles ainda estão em processo de análise e que não há prazo para uma possível aprovação.

O metrô já estampa diversos anúncios que exploram a imagem do corpo feminino, e essa aparente contradição foi alvo da revolta nas redes.

Há, por exemplo, a propaganda de uma cirurgia para aumentar os seios que mostra a imagem de uma mulher com semblante sério segurando duas frutas pequenas ao lado da imagem da mesma mulher sorrindo com duas frutas grandes.

"Modos fazem o homem", escreveu um usuário. "Espero que os anúncios originais apareçam no metrô. Odeio padrões sexistas. Isso é ridículo", opinou outro.

A calcinha para mulheres menstruadas têm camadas de absorção que, teoricamente, dispensam absorventes tradicionais, mas a Thinx sugere que cada mulher decida como usá-la. O produto não é descartável e custa até US$ 34 (R$ 134).

continua após publicidade