Geral

SEED oferece ferramentas para alunos que vão fazer o Enem

Da Redação ·
SEED oferece ferramentas para alunos que vão fazer o Enem - Foto: Divulgação
SEED oferece ferramentas para alunos que vão fazer o Enem - Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Educação – através do Departamento de Educação Básica (DEB) – promove diversas ações junto aos 32 Núcleos Regionais de Educação para orientar as escolas da rede estadual de ensino com atividades para que os alunos do 3º ano do ensino médio não sejam prejudicados durante as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas serão aplicadas em 24 e 25 de outubro. Entre as principais ações estão as vídeoaulas, preparadas por professores da rede estadual de ensino e disponíveis no Gabaritando no Enem e Eureka, realizadas em parceria com o Instituto Federal do Paraná (IFPR) e a TV Assembleia, da Assembleia Legislativa do Paraná.

“O nosso objetivo é que o aluno tenha todo o subsídio necessário para uma boa preparação para o exame. Essas ferramentas permitem que aluno tenha acesso ao conteúdo que ele não viu em sala de aula via web ou pela TV”, disse a superintendente da Educação, Fabiana Campos. Na última semana, os alunos das escolas estaduais participaram de simulados online e impressos elaborados pela equipe técnica da educação básica da Secretaria da Educação. O material contribui para que os alunos possam praticar e relembrar os conteúdos que já foram trabalhados em sala de aula. Os estudantes do 3º ano do ensino médio do Colégio Estadual Santa Cândida, em Curitiba, aprovaram os simulados.

“O simulado ajudou bastante porque nos permite lembrar os conteúdos que já foram vistos anteriormente. Além disso, também reservo um tempo para pesquisar em apostilas, livros e na internet conteúdos que possam ser cobrados no exame”, disse a aluna Isabelle Klauck Correa, 17 anos, do 3° ano.Sua colega Ana Heloise Lopes, 17 anos, do 3° ano, explica que a prática contribui para o bom desenvolvimento durante a prova. “O mais difícil no exame é o tempo, que é bem cansativo, mas a prática com simulados nos ajuda a nos preparar tanto com o conteúdo quanto com o tempo de prova”, lembrou a aluna.Para que os estudantes não percam nenhum conteúdo, o colégio oferece duas vezes por semana aulões preparatórios para o exame nacional no contraturno escolar, período em que os alunos não estão em sala de aula.

“Essas aulas junto com os simulados são importantes principalmente para os alunos que não vão fazer cursinho, pois garantem que tenhamos todo o conteúdo a tempo para fazer uma boa prova”, disse a aluna Amanda Batista de Oliveira, 18 anos, do 4° de formação de docente.Ricardo Salomon Shinozuka, 17 anos, do 3° ano, reserva os finais de semana para rever os conteúdos das disciplinas vistas durante a semana. Segundo o aluno, além de estudar bastante é necessário também dedicar um tempo para descansar. “Reservo um tempo para estudar e outro para descansar. Assim consigo me aprofundar em temas que tenho certa dificuldade de compreender em sala de aula”, disse. 

PRAZO 
– As aulas na rede estadual de ensino foram interrompidas por duas greves dos professores, que totalizaram 49 dias letivos no calendário escolar. Para que os alunos não sejam prejudicados, a Secretaria de Estado da Educação solicitou às universidades um prazo a mais para a realização das matrículas para que os alunos possam utilizar as notas do Enem para ingressar no ensino superior. Em algumas escolas, o ano letivo de 2015 só será encerrado em março de 2016, por conta da greve. Para fazer a matrícula, os alunos precisam apresentar às universidades o certificado de conclusão de curso, só entregue após a finalização do ano letivo. “Tivemos um ano atípico com as paralisações e estamos trabalhando para minimizar ao máximo os prejuízos a esses alunos”, frisou Fabiana Campos. 

FIQUE ATENTO – As provas do Enem estão marcadas para 24 e 25 de outubro. Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h. As provas começam às 13h30. A pontuação no exame pode ser usada pelos candidatos em programas como Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para vagas em universidade públicas, e Programa Universidade para Todos (ProUni), para vagas em instituições particulares. O Enem também classifica os melhores candidatos para bolsas de intercâmbio através do programa Ciências sem Fronteira e contratos com o Financiamento Estudantil (Fies).

continua após publicidade