Geral

Casa de Semiliberdade realiza oficinas de prevenção ao suicídio

Da Redação ·
Casa de Semiliberdade de Ponta Grossa realiza oficinas de prevenção ao suicídio.Ponta Grossa, 29/09/2015.Foto: Divulgação
Casa de Semiliberdade de Ponta Grossa realiza oficinas de prevenção ao suicídio.Ponta Grossa, 29/09/2015.Foto: Divulgação

A Casa de Semiliberdade de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, elaborou oficinas com os adolescentes que cumprem medida socioeducativas sobre a importância da vida. As atividades foram desenvolvidas durante todo o mês de setembro, aderindo a proposta do Caderno de Prevenção ao Suicídio, lançado recentemente pela Secretaria Estadual da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, por meio do Departamento de Atendimento Socioeducativo. 

O tema principal foi “O verdadeiro valor da vida, é dar valor a própria vida'', abordado pela psicóloga Shana Rohmann e pela pedagoga Terezinha Aparecida de Arruda, durante os trabalhos realizados nas oficinas com argila e plantas.Nos trabalhos com argila, os adolescentes confeccionaram objetos que representassem a vida. “Como a grande maioria dos adolescentes já perdeu algum ente familiar, e quatro deles passaram por perdas recentemente, não demos tanta ênfase à morte e sim sobre o quanto a vida é importante demais para ser jogada fora”, ressaltou a psicóloga da Casa de Semiliberdade de Ponta Grossa, Shana Rohmann. 

continua após publicidade

Casa de Semiliberdade de Ponta Grossa realiza oficinas de 
prevenção ao suicídio.Ponta Grossa - Foto: Divulgação

continua após publicidade



SENTIMENTOS
- O diretor da unidade, Saulo Alessandro Lopes, disse que as atividades foram muito positivas. “Através de dinâmicas com argila os adolescentes puderam expressar seus sentimentos e elaborar estruturas com o material demonstrando o valor da vida”. Outra atividade realizada dentro do programa foi o plantio de mudas de flores, oportunidade em que foram expostas plantas mortas e plantas vivas, com o objetivo de despertar sentimentos nos jovens internos da unidade. No final da atividade, cada adolescente recebeu um vaso de flor para cuidar, que deverá ser regadas semanalmente, para que, ao término de sua medida socioeducativa, levem a flor para casa. “A vida não é medida pela quantidade de vezes que respiramos, mas pelos momentos que nos tiram a respiração”, foram uma das frases que os adolescentes receberam dos socioeducadores para refletir sobre o tema.

CADERNO - O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, lançou no dia 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, uma publicação dirigida aos funcionários que atendem adolescentes que cumprem medida socioeducativa no Estado. O objetivo do Caderno de Socioeducação de Prevenção ao Suicídio é orientar quem trabalha nos Centros de Socioeducação e Casas de Semiliberdade sobre procedimentos e estratégias relacionados à prevenção e aos encaminhamentos relacionados ao suicídio.

A publicação, desenvolvida pelo Departamento de Atendimento Socioeducativo (Dease), está no site da Seju (acesse aqui). O caderno está disponível também nas páginas das instituições parceiras, como Secretaria de Estado da Saúde, Ministério Público do Paraná, Comitê Gestor Intersecretarial de Saúde Mental do Estado do Paraná e Tribunal de Justiça, através do Conselho de Supervisão dos Juízos da Infância e da Juventude.