Geral

Assalto a banco no Sudoeste do Paraná termina com morte de bandido e policiais reféns

Da Redação ·
A Polícia isolou as proximidades do banco após o assalto (Foto: Michelli Arenza/ RPC)
A Polícia isolou as proximidades do banco após o assalto (Foto: Michelli Arenza/ RPC)

Um grupo assaltou uma agência bancária em Nova Prata do Iguaçu, no sudoeste do Paraná, no início da tarde desta sexta-feira (31). Houve troca de tiros e um suspeito foi morto. Na fuga, de acordo com a Políca Militar, os ladrões levaram como reféns dois policiais e um vigilante que faz a segurança da agência. O trio foi libertado em seguida, às margens da PR-592, em direção a Cascavel, no oeste.

continua após publicidade

Um policial militar que almoçava em frente à agência contou ter sido abordado por dois homens armados e levado para o banco logo que deixou o restaurante. Ele e outro policial, que percebeu a movimentação e tentou impedir a ação, foram mantidos reféns com o vigilante e clientes em uma espécie de cordão na porta do banco. Em seguida, houve uma troca de tiros e o assaltante que fazia a segurança do grupo foi morto.

"Na fuga, fomos colocados no carro e soltos em seguida, já na rodovia que leva à usina [Salto Caxias]. Foi tudo muito rápido", contou o policial que pediu para não ser identificado. "Eram cinco assaltantes. Um deles morreu."

continua após publicidade

Policiais fazem buscas pela região, mas até as 16h30 ninguém havia sido preso. A polícia alerta os moradores para o risco de o grupo decidir trocar de carro para continuar a fuga.

Por segurança, algumas agências bancárias encerraram o atendimento ao público mais cedo e fecharam os estabelecimentos.

No dia 5 de junho, assaltantes explodiram caixas eletrônicos de outro banco na cidade. Segundo a Polícia Militar, antes do roubo, os ladrões atiraram no destacamento e impediram a saída dos dois policiais de plantão. A ação, completam, durou menos de 15 minutos.

O modo de operação dos bandidos foi parecido ao utilizado em Borrazópolis, quando populares foram feitos reféns.