Geral

França identifica possível suspeito de atentado a usina de gás

Da Redação ·
Investigadores e policiais trabalham em uma usina de gás onde pelo menos duas pessoas ficaram feridas após um atentado em Saint-Quentin-Fallavier, na França. A cabeça de um homem decapitado, com inscrições em árabe, foi encontrada próxima ao local (Foto: Emmanuel Foudrot/Reuters)
Investigadores e policiais trabalham em uma usina de gás onde pelo menos duas pessoas ficaram feridas após um atentado em Saint-Quentin-Fallavier, na França. A cabeça de um homem decapitado, com inscrições em árabe, foi encontrada próxima ao local (Foto: Emmanuel Foudrot/Reuters)

LEANDRO COLON

continua após publicidade


LONDRES, REINO UNIDO (FOLHAPRESS) - O ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, informou que o suspeito do ataque a uma usina de gás nesta sexta-feira (26) teria o nome de Yassine Sali.
De acordo com ele, o homem já era conhecido pelas autoridades francesas e foi detido logo após o atentado.
O ministro destacou que a identificação ainda é preliminar. O suspeito teria sido investigado entre 2006 e 2008 por ligações com grupos salafistas. No entanto, na época foi concluído que ele não estava envolvido em atividades terroristas. 


O homem, que tem 35 anos e não tinha antecedentes penais, vivia na periferia de Lyon.
Além dele, outras pessoas que podem estar envolvidas no ataque foram detidas, segundo as agências de notícias. 

continua após publicidade


Pelo menos uma pessoa morreu e duas ficaram feridas no ataque a uma usina de gás em Isère, sudeste da França, pertencente ao grupo americano Air Products. 


O presidente francês, François Hollande, declarou não ter dúvidas de que foi um ataque terrorista. Ele estava em Bruxelas, para uma reunião da União Europeia, e retornou para a França imediatamente após o episódio.